Como morreram os 12 discípulos de Jesus?



A Bíblia não registra como morrem todos os 12 apóstolos. Pedro, por exemplo, segundo a tradição, foi crucificado de cabeça para baixo em Roma.

André, também segundo a tradição, foi martirizado e morto na Grécia.
Tiago, filho de Zebedeu, foi morto por Herodes. Atos 12:1,2. Ele foi o primeiro dos apóstolos a ser morto.

João, irmão de Tiago, segundo a tradição cristã, foi lançado vivo num tacho de óleo fervente, mas nada sofreu, Deus o livrou como fez com os moços lançados na fornalha de fogo ardente. Depois foi exilado para a ilha de Patmos onde recebeu as Revelações do Apocalipse. Era o mais jovem dos discípulos, e foi o último deles a morrer, possivelmente em Éfeso, de morte natural.

Felipe, de acordo com “Genealogias dos Apóstolos”, morreu de morte natural.

Bartolomeu, segundo a tradição, foi posto vivo num saco e lançado no mar.

Tomé, segundo a tradição, trabalhou na Índia e aí foi martirizado e morto.

Mateus, segundo a tradição, morreu de morte natural na Etiópia ou na Macedônia.

Tiago, filho de Alfeu, segundo um livro do seu tempo, foi apedrejado pelos judeus, em Jerusalém, por pregar Cristo.

Sobre a morte de Tadeu, sabe-se apenas que foi sepultado em Beirute ou no Egito.

Simão, o Zelote, segundo uma tradição, trabalhou no norte da África e sofreu martírio na Palestina durante o reinado de Domiciano, perseguidor dos cristãos.
Judas, todos sabemos: enforcou-se após trair Jesus. Mateus 27:3-5.

Poderíamos ainda acrescentar Paulo, que não esteve entre os doze mas foi chamado para ser apóstolo pessoalmente por Jesus: foi decapitado próximo de Roma, segundo a tradição. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livros de Ellen White em PDF - Download

Colossenses 2:13-14 - Explicação