Como seria uma Megalópole Adventista?



O povo adventista é uma pequena fatia da população mundial, mas faz significativa diferença na escala de valores éticos e morais. Suponhamos, por exemplo, que a população da Grande São Paulo se retirasse, por um ano, para lugares distantes e os adventistas de todo o mundo (cerca de 17 milhões) se tornassem os únicos habitantes dessa megalópole. Qual seria a cara da nova sociedade? 

O que estamos imaginando é apenas um exercício mental, mas talvez isso nos ensine importantes lições. Façamos algumas perguntas. Diminuiria o número de crimes? A corrupção deixaria de existir? Poderíamos caminhar, sem medo, pelas ruas e praças? Os condutores de carros, caminhões e motos seriam calmos e pacientes? Não haveria consumo de drogas? Como ficariam os estádios de futebol, restaurantes e teatros? Todos os adventistas guardariam, de fato, o sábado? Universidades, colégios e escolas enalteceriam o criacionismo? De que maneira as autoridades agiriam para compatibilizar os princípios adventistas do sétimo dia com os negócios dessa megalópole? 

A esta altura, o leitor já fez algumas reflexões e riu com um misto de satisfação e ironia. Contudo, podemos afirmar que muita coisa seria diferente. Por exemplo, o horário do pôr-do-sol, na sexta-feira, seria maravilhoso: hinos de louvor em "quase" todas as casas, apartamentos e barracos. Aos sábados, templos e ginásios seriam ocupados por alunos da Escola Sabatina e adoradores do verdadeiro Deus. E sábado à noite? Os cinemas dos shoppings seriam usados para recreação e palestras edificantes, mas nem tanto... 

Você já percebeu que essa Grande São Paulo não seria um céu, mas também não seria um inferno. Sem dúvida alguma, haveria estrondosa diferença. Jornais, revistas, rádios e canais de televisão seriam administrados de outro modo. Sem novelas, filmes de terror e programas sensacionalistas, a audiência cairia muito nas demais cidades do país. 

Embora tenha defeitos, nossa igreja é uma bênção neste mundo. Bênção para nós, bênção para os que entram em contato conosco. Contudo, precisamos melhorar muito. Mas, se não permitirmos que o poder de Deus transforme completamente nossa vida, continuaremos sendo um "pedacinho do Céu" e um pedacinho do "presente século". 

Quando você riu ironicamente das condições morais e espirituais da sociedade adventista da metrópole imaginária, creio que pensou em pessoas que não honram o nome da igreja. É isso mesmo? Mas, agora, não leve a mal minha pergunta: Se todos, nessa Grande São Paulo, fossem como você, as coisas seriam melhores ou piores? 

Num dia de calor intenso, certo homem trabalhava incansavelmente, quando viu alguém tranquilo numa rede. Amigo, a preguiça é um dos pecados capitais" ele alfinetou. O outro respondeu: A inveja também." 

Nossa igreja tem virtudes e defeitos. Tem pessoas comprometidas com a verdade e indivíduos deitados nas redes do comodismo. Trigo e joio na mesma despensa. Por esse motivo Jesus propôs a seguinte parábola:"O reino dos Céus é semelhante a um homem que semeou boa semente no seu campo; mas, enquanto os homens dormiam, veio o inimigo dele, semeou o joio no meio do trigo e retirou-se. E, quando a erva cresceu e produziu fruto, apareceu também o joio" ( Mt 13:24-26). 

Na megalópole concebida pela nossa imaginação, haveria trigo e joio. E creio que, durante o período de um ano, muitas pessoas seriam disciplinadas e outras, removidas do rol de membros da igreja. Cerca de trinta ou quarenta por cento da população adventista deixaria de frequentar as reuniões. O ambiente da cidade ficaria um pouco agitado. O fato é que, com todas essas medidas, a comunidade dessa megalópole não estaria totalmente escoimada do joio. Por isso, quando perguntaram a Jesus: "Queres que vamos e arranquemos o joio?" Ele respondeu: "Não!" E explicou: "Deixai-os crescer juntos até à colheita, e, no tempo da colheita, direi aos ceifeiros: ajuntai primeiro o joio, atai-o em feixes para ser queimado; mas o trigo, recolhei-o no Meu celeiro" (v. 30). 

Com toda certeza, o povo de Deus será bem diferente do que é hoje, pouco antes do fechamento da porta da graça. Mas perfeição total só será possível na Jerusalém celestial. 

Eu quero estar lá. E você? 

Rubens Lessa - Editor da Revista Adventista

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livros de Ellen White em PDF - Download

Colossenses 2:13-14 - Explicação