A Terceira Mensagem Angélica - Apocalipse 14




Vamos estudar hoje o terceiro dos três anjos de Apocalipse 14. Esse é o último esforço de Deus no sentido de convencer Seus filhos a não adorarem a besta. Esse falso poder tem mantido a mesma postura ao longo da história da igreja cristã, ao exigir a adoração que somente o Criador merece.
Apocalipse 14:9 e 10 – “Seguiu-se a estes outro anjo, o terceiro, dizendo, em grande voz: Se alguém adora a besta e a sua imagem e recebe a sua marca na fronte ou sobre a mão, também esse beberá do vinho da cólera de Deus, preparado, sem mistura, do cálice da sua ira, e será atormentado com fogo e enxofre, diante dos santos anjos e na presença do Cordeiro.”
A profecia diz que mais um anjo é visto voando pelo céu e a mensagem que esse anjo apresenta é de uma dura advertência e de ameaça com castigo futuro. Esse anjo nada mais é do que seres humanos que se colocam ao lado de Deus e querem ser Seus mensageiros aqui neste mundo. Cabe a cada filho de Deus, nos últimos dias da história deste mundo, assumir o papel desse anjo e anunciar toda essa mensagem.
A profecia começa dizendo: “Se alguém adora a besta e sua imagem” (Apocalipse 14:9). A forma que o profeta escolheu para começar a expor o assunto mostra que nós podemos escolher a quem adorar e como adorar. O grande ponto em questão em toda a Bíblia é a adoração e obediência.
Cada ser humano, no final da história do planeta terra, terá que escolher entre adorar o Deus Criador, que é a mensagem do primeiro anjo, ou adorar a besta e a sua imagem, que a mensagem do terceiro anjo nos adverte para não fazermos.
Adorar a besta e a sua imagem é uma referência à adoração a um poder religioso comandado pela Igreja de Roma e a adoração, ou submissão, a um poder político comandado pelos Estados Unidos da América. Adorar a besta e a sua imagem é a pretensão que hoje a igreja de Roma já defende e pede a seus fiéis. No final da história da humanidade essa pretensão será apoiada pelos Estados Unidos. Cada ser humano terá que escolher a quem vai adorar.
Qual o conteúdo da mensagem do terceiro anjo? “A declaração de que a besta de dois chifres faz com que a terra e os que nela habitam adorem a primeira besta, indica que a autoridade desta nação deve ser exercida impondo ela alguma observância que constituirá até de homenagem ao papado” (O Grande Conflito, p. 477).
A profecia aponta que esses dois poderes vão se unir e terão uma marca ou um sinal que indicará quem estará com eles e quem não estará. Qual é a marca que esse poder paralelo poderá colocar nos seus súditos? Para que entendamos o sinal que o poder paralelo terá, precisamos saber qual é o sinal que Deus tem entre Ele e Seus filhos.
Já vimos isso em programas anteriores. A santificação do dia de sábado é o sinal de Deus (Ezequiel 20:12,20; Êxodo 31:13). Satanás sempre esteve em oposição a Deus, e a sua tática é lançar contrafações a tudo o que Deus tem feito. Se o sinal de Deus é a santificação do sábado, o sinal da besta e da imagem dela é qualquer outro dia que queiram estabelecer ou definir como santo.
Na Bíblia não há uma só referência de que a sexta-feira ou o domingo ou qualquer outro dia, devam ser santificados, como ensinam as mais diferentes religiões.  A santificação de qualquer outro dia é uma idéia humana e não tem aprovação de Deus.

A mensagem do terceiro anjo é uma advertência sobre o que está para vir, tanto no mundo político como religioso. Todas as pessoas ouvirão essa advertência e conscientemente tomarão sua decisão.

O profeta afirma que no final da história deste mundo de pecado, dois poderes se unirão. De um lado o poder religioso, liderado por cristãos não seguidores da Bíblia e, do outro lado, o poder político, liderado pelo país mais poderoso e influente do mundo: os Estados Unidos. Esse poder conjugado vai colocar seu sinal na “mão” ou na “testa”.
O que significam essas expressões? O sinal na mão ou na testa significa duas coisas muito importantes. A mão é sinal de trabalho, de ação, de atividade intensa, e na testa significa inteligência, análise e decisão. Portanto, para receber o sinal desse poder paralelo, a pessoa terá que escolher, decidir, terá que usar a mente. Receber o selo desse poder paralelo será algo consciente.
A profecia mostra o final dos que decidiram ficar ao lado de um poder paralelo e espúrio. Babilônia, a besta e a sua imagem deram de seu vinho à todas as nações. Os ensinos de Babilônia e de suas filhas foram espalhados por todo o mundo, mas agora chegou o momento de Deus dar a conhecer Seu vinho a todos que conscientemente escolheram receber o sinal da besta e rejeitaram o sinal de Deus.
A pena é fogo e enxofre. João faz um paralelo com a destruição de Sodoma e Gomorra (Gênesis 19:24).  “O fogo com enxofre, enviado da parte de Deus é eterno, porque nada que o homem tente fazer pode apagá-lo. A única coisa que pode apagar o fogo eterno é quando o material queimado, neste caso os ímpios, vira cinzas e fumaça, não fornecendo assim mais matéria a ser queimada. Resultado: o fogo apaga” (Vilmar E. González, Daniel e Apocalipse. 3ª ed. 1988, p. 247).
Amigo ouvinte, Deus mais uma vez oferece a você a oportunidade de escolher de qual lado ficar. Você ficará ao lado de Deus, ao lado da verdade ou com Babilônia e a confusão religiosa?
Creia em Deus para ficar seguro. Creia nos profetas dEle para prosperar.

Conheça as duas primeiras mensagens angélicas:

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livros de Ellen White em PDF - Download

Colossenses 2:13-14 - Explicação