O significado das curas de Jesus no Sábado

RAZÕES PARA CURAS NO SÁBADO

     "Jesus poderia ter restringido Seus milagres de cura a outros dias que não o sábado, mas não o fez. De fato, os evangelhos parecem dar ênfase especial às curas no sábado, as quais provocavam controvérsia com os judeus. Por meio delas, Jesus ensinou lições sobre a verdadeira observância do sábado. Mais fundamental ainda: por meio desses milagres Ele chamou a atenção para Sua divindade, Sua unidade com o Pai e Sua obra de salvação. A controvérsia sobre o sábado deu a Jesus oportunidade intensificada para ensinar as verdades vitais concernentes a Sua obra de redenção. Além disso, o fato de as duas curas mencionadas no sábado terem acontecido em Jerusalém, na época das festas anuais, deu a Jesus mais oportunidades de proclamar verdades vitais para a salvação dos seres humanos." 1

CURAS COMO PROCLAMAÇÃO DA MISSÃO DE JESUS


     "As duas curas no sábado relatadas por João, são dignas de nota por causa da discussão que provocam e porque são elos numa progressão de acontecimentos afirmativos da missão de Jesus. Quando Jesus curou o coxo no tanque de Betesda e proclamou que tanto Ele quanto o Pai trabalhavam, os judeus entenderam isso como uma reivindicação de igualdade com Deus e "ainda mais procuravam matá-Lo" (Jo 5:18). Jesus apresentou então diversos pontos importantes: (1) o Filho faz as mesmas coisas que o Pai(v. 19); (2) "o Pai ama ao Filho, e Lhe mostra tudo o que faz, e maiores obras do que estas Lhe mostrará" (v. 20); (3) "assim como o Pai ressuscita e vivifica os mortos, assim também o Filho vivifica aqueles a quem quer" (v. 21); (4) o Pai, que tem vida em Si mesmo, "também concedeu ao Filho ter vida em si mesmo" (v 26); (5) o Pai "ao Filho confiou todo julgamento" (v. 22); (6) "quem não honra o Filho não honra ao Pai que O enviou" (v. 23); e (7) quem ouve a palavra de Cristo e vem a Ele, tem "a vida eterna" (v. 24; cf. v. 39,40).
     O que Jesus está ensinando, como nos capítulos seguintes, é que a verdadeira vida, a "vida eterna", acha-se disponível aos seres humanos, que podem recebê-la através dEle. Essa é,de fato, a mensagem básica introduzida por João no início do seu evangelho: "A vida estava nEle e a vida era a luz dos homens" (Jo 1:4).
     A "vida eterna", que tem Jesus como a única fonte, é o que realmente está por trás das curas no sábado. No discurso proferido por Jesus junto ao tanque de Betesda, o próprio termo ocorre duas vezes (Jo 5:24, 39) e se repete em capítulos posteriores (Jo 6:27, 40, 47, 54, 68; 10:28; 17:2, 3). Jesus deixou claro que a vida abundante (Jo 10:10), a vida de plenitude, incerteza e riqueza, começa agora de maneira qualitativa para os que aceitam a salvação que Ele oferece (ver Jo 5:24). Cristo também dá garantia de que essa vida se estenderá pela eternidade, quando Ele ressuscitar os mortos "no último dia" (Jo 6:40; também cf. 5:28, 29; 6:39, 40, 54; 1Co 15:51-54; 1Ts 4:16, 17)." 2
     
     "[Jesus] Engrandeceu o sábado da lei, mostrando não ser ele um dia de cargas e restrições, mas um dia de repouso e de libertação das cargas do pecado e suas consequências. Ele observou o sábado através de toda Sua vida e ministério, e exemplificou o verdadeiro sentido da guarda do sábado, mostrando que nesse dia era lícito fazer o bem e ocasião em que se devia curar os doentes." 3

[1] Tratado de Teologia Adventista do Sétimo Dia, pág 561.
[2] Tratado de Teologia Adventista do Sétimo Dia, pág 562.
[3] Questões Sobre Doutrina, pág 145.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livros de Ellen White em PDF - Download

Colossenses 2:13-14 - Explicação